Segurança perimetral auxilia empresas a identificarem movimentações suspeitas

Cada vez mais, o mercado de segurança eletrônica tem aperfeiçoado e desenvolvido soluções modernas e eficazes, com o objetivo de oferecer sistemas de segurança de acordo com as necessidades de empresas e indústrias.  

“Existem diversas técnicas para impedir que pessoas não autorizadas entrem em sua propriedade residencial ou empresarial. A segurança perimetral é uma delas. Essa técnica se baseia na disposição de barreiras ao redor do perímetro que será protegido, agindo como uma fronteira protetora essencial para o sistema de segurança. Um de seus benefícios é identificar prováveis situações de ameaça, como movimentações suspeitas em torno da área monitorada, por exemplo, além de ser um inibidor de possíveis ações invasoras”, explica Renato da Silva Pereira, diretor de Inovação da Veolink, uma das principais integradoras de sistemas eletrônicos de segurança, automação e gestão de dados do Brasil, pertencente ao Grupo Graber. 

O que é a segurança perimetral e como ela funciona? Resumidamente, podemos dizer que essa solução funciona como um mecanismo de proteção com o objetivo de criar barreiras contra invasões, detectar não conformidades e inibir sinistros em todo o perímetro ao redor do local que está protegido. Investir em segurança perimetral é importante porque é um investimento que gera mais proteção e bem-estar aos colaboradores da empresa, otimiza os processos de segurança e reduz gastos. 

“Um recurso que não pode ser dispensado neste tipo de investimento é a atuação de especialistas de segurança, garantindo que todas as fases do processo de proteção sejam realizadas e que as ações complementares que forem necessárias sejam tomadas”, ressalta Claudio Gaspari, CEO da Veolink.  

Renato da Silva Pereira cita alguns pontos que destacam a importância da detecção de intrusão perimetral. “A segurança perimetral é parte importante do conceito de segurança em camadas com círculos concêntricos de detecção; a integração entre sistemas possibilita detecção combinada a partir de eventos de múltiplas origens, para filtro de falsos positivos ou reações complexas. Sistemas de detecção de invasão perimetral evoluíram muito com a integração com outros sistemas, uso de detecção por radar e por fibra óptica, com a evolução dos analíticos de vídeo e com o aperfeiçoamento com uso de inteligência artificial”. 

Atualmente existem vários tipos de barreiras utilizadas na segurança perimetral. “Cada solução proporciona que as empresas reforcem, ainda mais, a questão da segurança e, claro, isso reflete no bom desenvolvimento da empresa e no desempenho de seus colaboradores”, finaliza Gaspari.

Referências:

ARTIGOS RELACIONADOS

Lombada eletrônica educativa pode se tornar solução em condomínios residenciais

Alguns motoristas não respeitam o limite de velocidade imposto em vias públicas, e até em locais como os condomínios residenciais. No “Maio Amarelo” marcado por campanhas de alerta sobre acidentes no trânsito, a Veolink oferece uma solução para garantir a fiscalização e a conscientização. “A instalação de uma lombada eletrônica

Soluções inovadoras e customizáveis na mineração

Setor precisa de uma segurança especializada que ajuda na performance do negócio Minas Gerais e Pará são os maiores produtores de minério de ferro do país, portanto, são os Estados que mais receberão investimentos até 2028. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Mineração-Ibram- as empresas de mineração devem investir cerca

Sistemas de segurança apresentam boa performance na vigilância do Agro

O CFTV é uma das soluções disponíveis para a segurança do agronegócio A economia do Brasil é diversificada e uma das maiores do mundo. Baseada em setores como agricultura, indústria e serviços, o país possui uma grande variedade de recursos naturais, desde terras férteis e ricos depósitos minerais. A agropecuária

Veolink implanta base avançada no Centro-Oeste

O agronegócio brasileiro vem em crescimento ano após ano, colocando o Brasil como uma das potências mundiais do setor e grande produtor e exportador de diferentes produtos, como celulose, café, soja, milho, carne bovina, açúcar e suco de laranja. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE),