Cabeamento Estruturado

Ambiente de rede disposto de cabos responsáveis pela integração de serviços de dados e telecom de um edifício, normalmente associado ao projeto de comunicação interna, fundamental para a agilização das tomadas de reação em eventos de segurança e base de infraestrutura de conexão para todos os sistemas integrados.

O que é cabeamento estruturado?

Por trás das paredes de instalações modernas, seja um complexo de data center, grandes companhias, grandes edifícios, e construções residenciais, há uma rede de cabos e fiação trabalhando nos bastidores para manter as comunicações fluindo.

Os sistemas de cabeamento estruturado suportam as linhas telefônicas e telecomunicações de um edifício. Eles conectam inúmeras salas, por exemplo, à um rede de fibra óptica. Eles tornam possível a comunicação audiovisual de forma mais eficiente.

 

Por que uma instalação de cabeamento estruturado é tão importante para as operações das companhias? E como funciona uma instalação de cabeamento estruturado?

No início dos anos 90, época em que a Internet se tornou popular, a hospedagem de comunicações por linhas telefônicas começou a se tornar muito lenta e onerosa. Foi onde surgiu a rede Ethernet. Ligadas a um único campus ou canteiro de obras, por exemplo, essas redes permitiam comunicação e conexão à Internet mais rápidas nos grandes edifícios comerciais.

E eles fazem tudo isso com menos interrupções e menos tempo de inatividade do que uma rede ad hoc (são redes sem fio que não necessitam de um ponto de acesso comum aos computadores conectados a ela, fazendo com que todos os dispositivos da rede funcionam como se fossem um roteador, compartilhando e enviando informações que vêm de outros dispositivos).

E, à medida que mais operações comerciais aderiam à nova rede, a fiação precisava crescer ainda mais sofisticada para acomodar hospedagem, upload e download e outras comunicações de alta velocidade.

Enquanto isso, enquanto as companhias iam se modernizando, precisavam de redes mais avançadas que fossem suficientemente robustas para atender à demanda necessária. Ao mesmo tempo, essas redes mais antigas não tinham protocolo em todo o setor, dificultando sua expansão à medida que as operações cresciam e se modernizavam.

A partir disso, foram estabelecidos os padrões TIA, que é um conjunto de padrões de telecomunicações da Associação das Indústrias de Telecomunicações, para sistemas de cabeamento estruturado. Esses padrões incentivaram a conformidade da rede entre os setores e facilitaram a expansão à medida que os negócios floresciam. Também garantiu que os prédios fossem conectados em rede com a organização mais eficiente e sem falhas.

E, agora, com os dispositivos inteligentes começando a entrar em cena, como VoIP, necessita de  sistemas de cabeamento ainda mais avançados, pois tornam-se cruciais para as operações do dia-a-dia.

O cabeamento estruturado funciona porque as redes são organizadas em subsistemas gerenciáveis. Organizar redes dessa maneira garante um design consistente – o que significa que menos falhas e ineficiências serão introduzidas. Ele também oferece uma base para a expansão do sistema no futuro.

Especificamente, os sistemas de cabeamento estruturado geralmente se enquadram em seis subsistemas:

  1. Instalações de entrada. É aqui que a fiação externa telefônica ou o provedor de acesso à Internet se conecta à rede da empresa;
  1. Salas de equipamentos. As grandes redes possuem essa sala com controle ambiental que abriga equipamentos de fiação e pontos de consolidação. É aqui onde ficam os servidores, equipamentos de rede e os principais elementos que fazem o trabalho de transmissão de todas as informações importantes de uma empresa.
  1. Cabeamento de backbone. Esses sistemas facilitam a comunicação entre as salas de equipamentos e as instalações de entrada.
  1. Cabeamento horizontal. Esse cabeamento conecta salas de telecomunicações a tomadas individuais e áreas de trabalho em cada andar.
  1. Salas de telecomunicações. Eles se conectam entre os cabos do backbone e os cabos horizontais.
  1. Componentes da área de trabalho. Esse hardware e cabeamento conecta o equipamento do usuário final às tomadas. Esse é o espaço onde pessoas vão realmente utilizar a capacidade da rede.

Projetos de cabeamento estruturado são únicos para cada finalidade. De fato, todo site tem seu próprio conjunto de desafios que governa sua instalação de cabos. Embora cada configuração possua as seis áreas básicas mencionadas acima, como um design toma forma dentro de um edifício ou de uma coleção de edifícios depende de diferentes fatores, como layout, por exemplo.

A consistência do design reduz a supervisão do gerenciamento. Qualquer instalador de cabeamento estruturado certificado pode entrar, a qualquer momento no futuro e fazer ajustes na rede. Eles saberão por onde começar e entenderão implicitamente a configuração básica do sistema instalado. Isso significa que terá uma documentação uniforme.

Mas a configuração uniforme também se traduz diretamente em produtividade. Cabeamento defeituoso e conectividade ineficiente são as principais causas de tempo de inatividade nas redes comerciais.

Obviamente, mesmo nas melhores redes, as interrupções ocorrem de tempos em tempos; mas uma rede estruturada profissionalmente planejada economiza tempo de TI no diagnóstico do problema. Eles sabem exatamente para onde ir e podem implementar um procedimento padrão para solução de problemas.

O destino da comunicação ficou claro: o futuro será automatizado. É possível ver, hoje, o surgimento de casas inteligentes equipadas com dispositivos automatizados, mas não são apenas as residências que sentirão o impacto da Internet.

Num futuro próximo, de acordo com todas as previsões, a tecnologia da Internet das Coisas moldará todos os tipos de indústrias: possibilitará marketing e vendas mais refinados com a coleta de big data. Ele abrirá todos os tipos de novas vias de varejo e canais de vendas. Isso fará com que o rastreamento de inventário seja uma segunda natureza. Revolucionará os processos industriais. E será um ganho inesperado para produtividade, eficiência e conectividade.

Assim como a mudança que ocorreu nos anos 90, a comunicação está passando por uma transição – e isso significa que as empresas precisarão de redes ainda mais rápidas, flexíveis e organizadas para se manterem competitivas. Os sistemas ad hoc de ontem simplesmente não são mais suficientes. A verdadeira chave do cabeamento estruturado é que ele posiciona as companhias, condomínios, edifícios e, etc., para enfrentar os desafios de uma era emergente de telecomunicações.

 

VOIP

A telefonia VOIP (Voice Over Internet Protocol) é uma rede telefônica que funciona através de uma conexão com a Internet.

Esse tipo de conexão telefônica tem-se tornado cada vez mais popular devido ao seu baixo custo para a companhia e sua versatilidade para os negócios.

E como funcionam?

O VoIP transmite a voz para outro telefone, basicamente, da mesma maneira que sempre foi feita – o que difere entre VoIP e comunicação convencional é a rede e o tipo diferente de sinal.

Os telefones usam, convencionalmente, um sinal analógico para transmitir voz e usam a rede PSTN – Rede Telefônica Pública Comutada. Quanto ao VoIP, o sinal analógico é convertido em digital antes de ser enviado ao destino e a rede utilizada para o envio do sinal digital é a Internet.

Hoje, presente em grandes empresas é uma ferramenta muito utilizada para a integração das informações, ajudando no gerenciamento de projetos, trazendo redução de custos e maior segurança nas ligações corporativas.

Fale Conosco