Conflito entre Rússia e Ucrânia ressalta a importância da segurança eletrônica no agronegócio brasileiro

O agronegócio brasileiro é considerado uma das principais ferramentas para o desenvolvimento do país. Com a situação entre os dois países Rússia e Ucrânia, muito tem-se discutido sobre a questão dos fertilizantes, tão essencial para a agropecuária nacional. O Brasil importa 85% dos fertilizantes que utiliza, sendo que a Rússia responde por 23% dessas importações.

Para Claudio Gaspari, CEO da Veolink, além da questão dos fertilizantes, um outro debate começa a surgir. “Com a prolongação desse conflito entre Rússia e Ucrânia, os empresários do agronegócio devem começar a pensar na questão da segurança dos seus insumos, em uma maior segurança dos trabalhadores. Com isso, os sistemas de monitoramento inteligente são uma ótima opção para o agronegócio neste momento tão suscetível”.

A Veolink tem em seu escopo de soluções integradas, pensadas especificamente para o agronegócio como os radares para a proteção perimetral de grandes áreas; a ronda virtual feita por meio de drones; sistemas inteligentes de monitoramento de frotas, máquinas e implementos agrícolas com GPS, gravação e transmissão ao vivo das imagens; sistemas de pesagem integradas ao processo de segurança, além de sistemas de controle de áreas de armazenagem, entre outras novidades que podem ser aplicadas, com eficácia, no campo.

“O agronegócio é um grande mercado a ser explorado tanto comercialmente na venda das soluções tecnológicas, quanto no desenvolvimento de soluções específicas. Com esse conflito que atinge os países de alguma maneira, a Veolink está atenta a toda essa movimentação, oferecendo soluções em segurança eletrônica para esse setor tão estratégico da economia brasileira”, ressalta Gaspari.

Claudio Gaspari complementa: “O trabalho no campo envolve muitos riscos e se caracteriza pela grande dificuldade na gestão da segurança de pessoas, equipamentos e instalações, principalmente em função do tamanho desses empreendimentos, e por essa razão é necessário lançar mão de soluções mais inovadoras, com uma melhor relação de custo x benefício para grandes áreas onde uma solução mais convencional se torna financeiramente inviável”, argumenta.

 

Fonte:

Difundir
Rpnews
AB noticia news
Sala da notíca

ARTIGOS RELACIONADOS

Veolink implanta base avançada no Centro-Oeste

O agronegócio brasileiro vem em crescimento ano após ano, colocando o Brasil como uma das potências mundiais do setor e grande produtor e exportador de diferentes produtos, como celulose, café, soja, milho, carne bovina, açúcar e suco de laranja. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE),

Saiba quais as vantagens de um sistema de segurança customizado

O tema segurança nas indústrias é extremamente relevante, pois toda organização – independentemente do setor em que se encontra- precisa dela para operar bem. Desde grandes siderúrgicas, passando por empresas portuárias e de transporte, refinarias e até mesmo universidades precisam de um plano que minimize riscos aos seus funcionários e

2024 será um bom ano para o mercado de segurança eletrônica

Em 2022, o setor de segurança eletrônica faturou R$11 bilhões, de acordo com a Associação Brasileira das Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança; expectativa para este ano é  crescer dois dígitos O ano de 2023 foi muito desafiador para a economia em geral, com exceção do agro. Entretanto, a expectativa

Mercado de segurança eletrônica projeta curva de crescimento em 2024 

Para o ano que vem, a aposta é que o setor cresça dois dígitos; CEO da Veolink está otimista e reforça investimentos da empresa em inovações tecnológicas Neste ano de 2023, a Veolink investiu pesado em inovação tecnológica dos produtos próprios como a plataforma de gestão de acesso Nautilus, uma