Ronda informatizada é indispensável para o controle da gestão da segurança

Reforçar a segurança das empresas está, cada vez mais, imprescindível. Hoje o mercado tem à disposição uma variedade muito extensa de soluções em segurança eletrônica. A ronda informatizada tem se mostrado um sistema indispensável de controle da gestão de serviços de segurança. “A ronda informatizada permite a programação de rotas aleatórias, variando assim o trajeto, horário e frequência da execução da rota. Desta forma, impede que um observador possa obter informações antecipadas do percurso a ser executado”, explica Claudio Gaspari, CEO da Veolink. 

A Ronda Informatizada envia a posição da ronda em tempo real, possibilitando a pronta resposta do operador. Permite registrar ocorrências por meio de fotos e textos, e enviá-los em tempo real para o servidor “clouding”, o que permite análises posteriores. 

A Veolink, uma das principais integradoras de soluções e gestão em segurança eletrônica no Brasil, tem em seu escopo um leque diversificado de soluções atendendo a vários setores: indústrias, bancos, varejistas, entre outros setores, incluindo a Ronda Informatizada. “O que oferecemos é uma consultoria específica de acordo com a demanda de cada empresa. O importante a ressaltar é que o mercado hoje está muito dinâmico, exigindo empresas com alta performance, não há mais espaço para amadores”, diz Gaspari.  

Para o bom funcionamento da Ronda Informatizada é necessário que essa solução tenha os componentes: Servidor SSRonda; Aplicativo para smartphone android e Relatórios. E tudo isso é oferecido pela Veolink. 

Servidor SSRonda 

A solução para controle e gestão de rondas de vigilância é hospedada em servidores na nuvem (cloud computing). Assim, não é necessário mais que acesso à Internet para utilizar esse serviço; isto se traduz em redução de custo em infraestrutura e manutenção. O sistema permite o cadastramento de operadores, vigilantes, pontos de ronda, rotas (caminhos entre os pontos) e agenda das rotas. Além disso, é possível fazer o acompanhamento ao vivo do trabalho dos vigilantes, e de ocorrências por eles registradas. E mais, para oferecer mais segurança o sistema inclui a opção de dupla autenticação: além de uma senha pessoal, o operador tem que fornecer um código de uso único para cada logon — como um token 2FA (autenticação de dois fatores) de home banking (sites dos bancos). 

Aplicativo para smartphone Android 

Após a configuração das rotas e vigilantes na interface web do SSRonda, o vigilante pode iniciar seu trabalho, utilizando um smartphone Android como ferramenta. O aplicativo SSRonda, disponível no Google Play Store, conecta-se à nuvem SSRonda e obtém as configurações previamente realizadas. Por meio de leitura de etiquetas NFC ou QRCODE, o vigilante registra seu início de atividade, e a passagem por cada ponto da rota prevista; as coordenadas GPS de cada ponto são validadas, evitando enganos ou burlas. Em caso de encontrar uma situação anormal, pode registrá-la rapidamente, com o uso da ferramenta de ocorrência, capturando fotos da anormalidade. Em cada ponto de ronda, um checklist de segurança deve ser seguido — o supervisor da rota pode especificar que procedimentos operacionais devem ser observados pelo vigilante. 

Relatórios 

Na Ronda Informatizada são disponibilizados relatórios que permitem verificar a realização das rondas, com seus respectivos checklists de segurança e as ocorrências cadastradas pelos vigilantes. Assim, o gestor de segurança patrimonial possui, a qualquer momento, um retrato fiel do serviço desempenhado pelos vigilantes, sem risco de fraudes.

ARTIGOS RELACIONADOS

Veolink implanta base avançada no Centro-Oeste

O agronegócio brasileiro vem em crescimento ano após ano, colocando o Brasil como uma das potências mundiais do setor e grande produtor e exportador de diferentes produtos, como celulose, café, soja, milho, carne bovina, açúcar e suco de laranja. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE),

Saiba quais as vantagens de um sistema de segurança customizado

O tema segurança nas indústrias é extremamente relevante, pois toda organização – independentemente do setor em que se encontra- precisa dela para operar bem. Desde grandes siderúrgicas, passando por empresas portuárias e de transporte, refinarias e até mesmo universidades precisam de um plano que minimize riscos aos seus funcionários e

2024 será um bom ano para o mercado de segurança eletrônica

Em 2022, o setor de segurança eletrônica faturou R$11 bilhões, de acordo com a Associação Brasileira das Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança; expectativa para este ano é  crescer dois dígitos O ano de 2023 foi muito desafiador para a economia em geral, com exceção do agro. Entretanto, a expectativa

Mercado de segurança eletrônica projeta curva de crescimento em 2024 

Para o ano que vem, a aposta é que o setor cresça dois dígitos; CEO da Veolink está otimista e reforça investimentos da empresa em inovações tecnológicas Neste ano de 2023, a Veolink investiu pesado em inovação tecnológica dos produtos próprios como a plataforma de gestão de acesso Nautilus, uma