Pandemia e transformação digital: impacto direto na segurança cibernética

O movimento tecnológico teve fortes investimentos na área de segurança, principalmente perante a pandemia, que forçou todo o mundo a repensar os aspectos da segurança digital.

 

Como um catalisador, a pandemia alterou os os fluxos das relações humanas, levando a uma digitalização forçada de várias áreas. Uma maior digitalização significa mais superfícies de contato que estão propensas a ataques.

 

Com o trabalho remoto sendo imposto às pressas, muitas empresas e instituições ainda estão com sua infraestrutura precária em termos de segurança, causando enormes lacunas corporativas. Pesquisadores descobriram que 77% das empresas que utilizam serviços de TI teriam acelerado a transformação digital mais cedo se estivessem cientes do impacto total. Agora, 60% estão acelerando seus projetos de transformação como resultado direto da interrupção da pandemia em suas forças de trabalho.

 

Existem 3 elementos principais que impedem a transformação digital:

 

  • Falta de adesão da liderança
  • Falta de orçamento
  • Departamentos isolados
  • Serviços restritivos do fornecedor

 

São elementos interativos que precisam de soluções conjuntas, é a hora de investir em serviços adequados!

ARTIGOS RELACIONADOS

Veolink implanta base avançada no Centro-Oeste

O agronegócio brasileiro vem em crescimento ano após ano, colocando o Brasil como uma das potências mundiais do setor e grande produtor e exportador de diferentes produtos, como celulose, café, soja, milho, carne bovina, açúcar e suco de laranja. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE),

Saiba quais as vantagens de um sistema de segurança customizado

O tema segurança nas indústrias é extremamente relevante, pois toda organização – independentemente do setor em que se encontra- precisa dela para operar bem. Desde grandes siderúrgicas, passando por empresas portuárias e de transporte, refinarias e até mesmo universidades precisam de um plano que minimize riscos aos seus funcionários e

2024 será um bom ano para o mercado de segurança eletrônica

Em 2022, o setor de segurança eletrônica faturou R$11 bilhões, de acordo com a Associação Brasileira das Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança; expectativa para este ano é  crescer dois dígitos O ano de 2023 foi muito desafiador para a economia em geral, com exceção do agro. Entretanto, a expectativa

Mercado de segurança eletrônica projeta curva de crescimento em 2024 

Para o ano que vem, a aposta é que o setor cresça dois dígitos; CEO da Veolink está otimista e reforça investimentos da empresa em inovações tecnológicas Neste ano de 2023, a Veolink investiu pesado em inovação tecnológica dos produtos próprios como a plataforma de gestão de acesso Nautilus, uma