Sensores de segurança: potencializam sistemas de vigilância?

A efetividade de um sistema de segurança depende de diversos fatores, entre eles, a integração das soluções empregadas em determinado local. Essa associação é importante, pois permite que todas as áreas sejam cobertas e que tanto o patrimônio material, equipamentos, produtos, etc., como o material, pessoas, dados, conhecimento, etc., sejam preservados. Os sensores de segurança, portanto, são ótimas soluções e funcionam como potencializadores de sistemas de vigilância eletrônica. 

 

Quando o assunto é combate à intrusão, há diversas tecnologias capazes de aumentar a eficácia do sistema de segurança. O Circuito Fechado de Televisão (CFTV) é um importante componente em uma solução integrada, principalmente quando operando com um sistema de detecção de alarmes de intrusão. Nessa mesma dinâmica, sensores de segurança como radares a laser (LIDAR) são importantes aliados na detecção de intrusos e para uma rápida resposta. 

 

O que são sensores de segurança?

Sensores são dispositivos que respondem a um estímulo físico ou químico, podendo ou não emitir um sinal de alerta. Essas tecnologias podem detectar a presença de pessoas, animais, veículos, fumaça, fogo, água, tremores, etc., em um determinado espaço. Interligados a uma central de alarmes, eles contribuem ativamente para a eficiência e agilidade de um sistema de segurança eletrônica. 

 

Leia também: Você sabe como funciona um sistema de detecção de intrusão?

 

O que significa LIDAR e para que serve?

Do inglês Light Detection and Ranging (na tradução livre “detecção de luz e alcance”), o LIDAR é uma tecnologia óptica de detecção remota que atua com o objetivo de obter informações a respeito de um determinado objeto distante. A técnica funciona de forma semelhante a um radar. Porém, ao invés de se basear na emissão de ondas de rádio, o sensor emite pulsos de luz por meio de um laser. Esse mecanismo permite que ele defina medidas, calculando a distância de um objeto, seu tamanho e velocidade, além de outras variáveis. 

Desenvolvida há décadas, a técnica tinha uma utilização limitada ao mapeamento do ar da atmosfera e ao monitoramento das mudanças climáticas. Embora ainda seja muito usada na coleta de informações espaciais, hoje o LIDAR faz parte de uma série de sensores de segurança essenciais para a vigilância eletrônica. 

 

Como funciona esse sensor?

A essência do funcionamento do LIDAR é a luz, como o próprio nome indica. Por isso, ele conta com uma fonte luminosa, que libera feixes de laser e modela a superfície do terreno tridimensionalmente. Sendo assim, quanto mais feixes presentes no sensor, maior o alcance.

 

Se o seu sistema de vigilância eletrônica ainda não conta com sensores de segurança integrados, converse com os nossos especialistas! Faremos uma análise detalhada sobre o contexto do seu espaço, oferecendo soluções personalizadas para as suas necessidades!

ARTIGOS RELACIONADOS

Lombada eletrônica educativa pode se tornar solução em condomínios residenciais

Alguns motoristas não respeitam o limite de velocidade imposto em vias públicas, e até em locais como os condomínios residenciais. No “Maio Amarelo” marcado por campanhas de alerta sobre acidentes no trânsito, a Veolink oferece uma solução para garantir a fiscalização e a conscientização. “A instalação de uma lombada eletrônica

Soluções inovadoras e customizáveis na mineração

Setor precisa de uma segurança especializada que ajuda na performance do negócio Minas Gerais e Pará são os maiores produtores de minério de ferro do país, portanto, são os Estados que mais receberão investimentos até 2028. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Mineração-Ibram- as empresas de mineração devem investir cerca

Sistemas de segurança apresentam boa performance na vigilância do Agro

O CFTV é uma das soluções disponíveis para a segurança do agronegócio A economia do Brasil é diversificada e uma das maiores do mundo. Baseada em setores como agricultura, indústria e serviços, o país possui uma grande variedade de recursos naturais, desde terras férteis e ricos depósitos minerais. A agropecuária

Veolink implanta base avançada no Centro-Oeste

O agronegócio brasileiro vem em crescimento ano após ano, colocando o Brasil como uma das potências mundiais do setor e grande produtor e exportador de diferentes produtos, como celulose, café, soja, milho, carne bovina, açúcar e suco de laranja. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE),