Conheça Tecnologias para a segurança de empresas

Conheça as tecnologias que podem ser utilizadas no sistema de segurança empresarial

Os avanços tecnológicos possibilitaram uma série de soluções para diferentes âmbitos da vida moderna. Entre as novidades estão os sistemas de detecção eletrônica que visam aumentar a segurança residencial e empresarial.

Quando se fala em tecnologia de segurança para empresa, é preciso, antes de mais nada, identificar os tipos de patrimônios que compõem uma instituição.

O patrimônio material, mais fácil de ser quantificado, é formado por todos equipamentos, maquinário, produtos/estoque/matéria-prima , e documentações utilizados para a rotina da empresa. Quando esses elementos são danificados ou furtados, diversos podem ser os danos, desde atrasos no cronograma de produção até prejuízos financeiros, por exemplo.

Por sua vez, o patrimônio imaterial é formado por elementos intangíveis e seu valor é inestimável dentro da empresa. Ele é composto tanto por pessoas, quanto pelo conhecimento desenvolvido, seja em pesquisas, estudos ou métodos de produção. Neste espaço inclui-se todo o know-how da empresa e, muito certamente, suas vantagens competitivas. Dessa forma, são de completa importância e precisam de proteção especializada.

Saiba mais sobre os tipos de tecnologia utilizados para a segurança da sua empresa:

Segurança perimetral

O aumento da criminalidade é um dos ônus da era moderna. Dessa forma, mecanismos eficientes para manter a segurança de uma empresa são essenciais e devem ser planejados com inteligência por equipes especializadas. 

Para evitar a aproximação de pessoas não-autorizadas, por exemplo, pode-se investir na segurança perimetral, que funciona como uma barreira de proteção inicial, identificando movimentações suspeitas e, por consequência, inibindo possíveis ações. 

Este método é composto por três tipos de barreiras, que podem ser combinados a fim de aumentar a efetividade do sistema como um todo. 

  • Barreira tecnológica: equipamentos que auxiliam no monitoramento, tais como câmeras, sensores e alarmes, são utilizados com o intuito de inibir o acesso de indivíduos mal-intencionados. 
  • Barreira física: Elementos físicos, como muros, grades, cercas e portões podem ser utilizados a fim de dificultar o acesso ao empreendimento e, além disso, podem garantir mais tempo à equipe de segurança em caso de possíveis invasões.
  • Barreira psicológica: embora os métodos relacionados anteriormente também exerçam funções psicológicas ao inibir a ação de um criminoso, há ainda outras soluções que podem dificultar o acesso a áreas restritas. Placas sinalizadoras, avisos sobre a presença de alarmes e câmeras, auxiliam no sentido de deixar claro que naquele local há um sistema de segurança ativo e eficiente.

Estes métodos, é importante ressaltar, são apenas primeira etapa do sistema, pois detectam a invasão antes dela ocorrer e colocar em risco partes sensíveis da empresa. Funcionam, portanto, de forma preventiva, evitando danos maiores.

Controle de Acesso

Utilizado com o intuito de oferecer segurança a pessoas, informações e equipamentos, este sistema (seja por meio de biometria, leitor de proximidade, senhas, cancelas ou tags) é muito utilizado para controlar o acesso a áreas estratégicas da empresa, como salas de monitoramento, estoque e data center. Possuem funções complementares que podem ser inseridas, tais como auxílio no registro de funcionários, controle de restaurantes etc.

Sistema de Circuito Fechado de TV (CFTV)

Formado por um sistema de câmeras que possibilita a captação de imagens em tempo real através de câmeras estrategicamente localizadas, este sistema está ligado a uma rede e suas imagens podem ser monitoradas 24 horas ao dia, tanto na central de segurança, como por meio de aplicativos disponíveis para smartphone.

A efetividade deste método está relacionada a um conjunto de elementos, formado por imagem, áudio, cabeamento e armazenamento. Aliando esses itens, é possível melhorar a qualidade dos dados coletados e a capacidade de monitoramento.

Em casos de ocorrências, as imagens obtidas através do Sistema de CFTV podem auxiliar na identificação de suspeitos e servirem como provas em processos judiciais. 

Através do Sistema de CFTV também é possível monitorar a temperatura de um ambiente, sendo um recurso fundamental no armazenamento de alguns produtos. Com essa possibilidade, as câmeras também podem detectar movimentos de calor, indicando a presença de pessoas indesejadas na área, mesmo quando não há incidência de luz no local. Vale informar, no entanto, que as câmeras com funções térmicas são consideradas artigos restritos pelo Exército Brasileiro, por isso, antes da instalação é preciso solicitar um Certificado de Registro, bem como atender a exigências específicas para sua compra e uso.

É importante ressaltar que todos os métodos relacionados acima são eficazes e oferecem segurança extra para a empresa, no entanto, possuem limitações, que podem ser contornadas quando combinados a outros sistemas. A combinação de diferentes equipamentos maximiza o nível de segurança e esse estudo deve ser feito caso a caso, identificando particularidades, características e necessidades de cada local.

Para se compor um bom sistema de segurança é necessário, portanto, compreender os riscos aos quais a empresa está sujeita. Em seguida, é desejável contratar um especialista ou consultor específico, visto que a variedade de soluções é grande, bem como seus respectivos custos .

A Veolink possui profissionais especializados que podem prestar este serviço sem custo.

    

ARTIGOS RELACIONADOS

Veolink implanta base avançada no Centro-Oeste

O agronegócio brasileiro vem em crescimento ano após ano, colocando o Brasil como uma das potências mundiais do setor e grande produtor e exportador de diferentes produtos, como celulose, café, soja, milho, carne bovina, açúcar e suco de laranja. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE),

Saiba quais as vantagens de um sistema de segurança customizado

O tema segurança nas indústrias é extremamente relevante, pois toda organização – independentemente do setor em que se encontra- precisa dela para operar bem. Desde grandes siderúrgicas, passando por empresas portuárias e de transporte, refinarias e até mesmo universidades precisam de um plano que minimize riscos aos seus funcionários e

2024 será um bom ano para o mercado de segurança eletrônica

Em 2022, o setor de segurança eletrônica faturou R$11 bilhões, de acordo com a Associação Brasileira das Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança; expectativa para este ano é  crescer dois dígitos O ano de 2023 foi muito desafiador para a economia em geral, com exceção do agro. Entretanto, a expectativa

Mercado de segurança eletrônica projeta curva de crescimento em 2024 

Para o ano que vem, a aposta é que o setor cresça dois dígitos; CEO da Veolink está otimista e reforça investimentos da empresa em inovações tecnológicas Neste ano de 2023, a Veolink investiu pesado em inovação tecnológica dos produtos próprios como a plataforma de gestão de acesso Nautilus, uma