Diferenciais da portaria remota industrial: modernidade e redução de custos

No universo corporativo, as questões relacionadas à segurança são de extrema importância. No caso de indústrias, além de preservar o espaço físico como um todo, também é necessário pensar em soluções que garantam a proteção de todo o quadro de funcionários, equipamentos, produtos e materiais.

Nos últimos anos, o sistema de portaria remota ganhou grande notoriedade em todo o Brasil, principalmente em condomínios residenciais. No entanto, a eficácia e a tecnologia propostas por esse método conquistaram também outros segmentos do mercado e, atualmente, se revela uma opção econômica e eficaz para empresas e indústrias. 

Para as indústrias, os custos com uma portaria tradicional podem corresponder a uma verba considerável no orçamento mensal, sendo necessária a economia em outros setores que também possam ser de importantes para a desenvoltura da empresa. 

A portaria remota industrial, por sua vez, surge como uma alternativa moderna e inteligente para manter a segurança do local, resultando em uma significativa redução de custos quando comparada às opções mais tradicionais disponíveis no mercado.

Com a portaria remota industrial, é importante saber que durante 24 horas por dia, 7 dias por semana, a empresa contratada terá acesso às imagens e informações do local, oferecendo atendimento ágil e prático para as diferentes demandas que possam surgir. 

E os diferenciais não param por aí: ao contratar uma empresa de portaria remota para a sua indústria, pode-se adaptar o sistema às necessidades do local, com o uso de câmeras em áreas de risco, mapeadas em um planejamento inicial. Além disso, existem diversos equipamentos modernos que garantem ainda mais proteção e segurança, entre eles dispositivos para controle veicular, cartões de acesso, biometria e câmeras de alta qualidade. 

Como funciona a porta remota no dia a dia de uma indústria?

Assim como em edifícios residenciais ou escritórios, a portaria remota industrial tem como foco o controle virtual do local protegido. Ou seja, ao contratar uma empresa, ela será responsável por realizar o mapeamento de toda a área, com o intuito de detectar os pontos de risco, ou mais vulneráveis, além de elencar todas as necessidades e peculiaridades do espaço junto aos seus gestores.

Tendo este planejamento realizado, será feita a instalação de câmeras, bem como dos demais dispositivos, que incluem interfones, leitores de cartões ou tags de acesso, sensores e até mesmo leitores de biometria. 

A entrada dos funcionários pode ser liberada com facilidade através destes equipamentos personalizados, com tags, cartões ou senhas que possibilitam o acesso de maneira prática à indústria. No caso dos demais prestadores de serviço, visitantes, clientes ou mesmo entregadores, o acesso somente é liberado após a verificação com a pessoa responsável.

Toda a comunicação ocorre por meio do interfone, sempre com o respaldo das câmeras, que fornecem imagens em tempo real à central terceirizada. Cabe lembrar que também é possível fornecer cartões de acesso a visitantes quando desejado, com limite de uso, expirando, normalmente, no mesmo dia.

Contar com a praticidade de uma portaria remota industrial é sinônimo de modernidade e funcionalidade no dia a dia. Além disso, com esse sistema, é possível realocar profissionais, que antes dividiam suas tarefas entre a portaria e questões administrativas, por exemplo, permitindo maior foco em questões que realmente dependem da presença física. Dessa forma, ganha-se em desempenho e segurança.

ARTIGOS RELACIONADOS

Veolink implanta base avançada no Centro-Oeste

O agronegócio brasileiro vem em crescimento ano após ano, colocando o Brasil como uma das potências mundiais do setor e grande produtor e exportador de diferentes produtos, como celulose, café, soja, milho, carne bovina, açúcar e suco de laranja. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE),

Saiba quais as vantagens de um sistema de segurança customizado

O tema segurança nas indústrias é extremamente relevante, pois toda organização – independentemente do setor em que se encontra- precisa dela para operar bem. Desde grandes siderúrgicas, passando por empresas portuárias e de transporte, refinarias e até mesmo universidades precisam de um plano que minimize riscos aos seus funcionários e

2024 será um bom ano para o mercado de segurança eletrônica

Em 2022, o setor de segurança eletrônica faturou R$11 bilhões, de acordo com a Associação Brasileira das Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança; expectativa para este ano é  crescer dois dígitos O ano de 2023 foi muito desafiador para a economia em geral, com exceção do agro. Entretanto, a expectativa

Mercado de segurança eletrônica projeta curva de crescimento em 2024 

Para o ano que vem, a aposta é que o setor cresça dois dígitos; CEO da Veolink está otimista e reforça investimentos da empresa em inovações tecnológicas Neste ano de 2023, a Veolink investiu pesado em inovação tecnológica dos produtos próprios como a plataforma de gestão de acesso Nautilus, uma